quinta-feira, 20 de setembro de 2012

EX-PRESIDENTE DO GRUPO GALILEO PODE DEPOR COM FORÇA POLICIAL


O ex-presidente do Grupo Galileo Educacional, Márcio André Mendes Costa, não compareceu à reunião desta quinta-feira (20/09) da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) que investiga denúncias contra as universidades particulares do estado. De acordo com o presidente da comissão, deputado Paulo Ramos (PDT), foram enviadas e recebidas cartas convocatórias em três endereços, mas Márcio Costa não explicou o motivo pelo qual não compareceu às reuniões da CPI. Ele foi o responsável pela transição entre as antigas administrações das instituições de ensino e o Grupo Galileo. "Ele não compareceu e não apresentou os devidos esclarecimentos, além de ter orientado a sua secretária a não receber mais nenhum documento da CPI. Então vamos tomar as providências que a lei nos permite, que é trazê-lo aqui de forma coercitiva, através de força policial", frisou o parlamentar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos