quinta-feira, 30 de agosto de 2012

DEPUTADOS QUEREM DECRETAR CALAMIDADE PÚBLICA NO LIXÃO DE SÃO GONÇALO


Cerca de 800 catadores do extinto aterro sanitário de Itaóca, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, se encontram hoje em estado de calamidade pública. Essa foi à avaliação dos cinco deputados da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) que visitaram o local e constataram a presença de moradores passando fome, crianças brincando no lixo, casas em péssimas condições, nenhuma assistência pública e a presença chocante de diversas doenças, como a hanseníase e o câncer. "A Alerj vai propor um decreto legislativo para considerar esse espaço um local de calamidade pública para que o Governo do Estado possa fazer intervenções imediatas. Essa situação tem que ser resolvida em curto prazo. Depois nós vamos estudar o contrato com a empresa e rever a responsabilidade da prefeitura, mas de imediato as coisas precisam acontecer. A Alerj vai ser esse braço na busca para que o povo tenha uma condição real de vida", disse o vice-presidente da Alerj, Edson Albertassi (PMDB), durante a visita desta quinta-feira (30/08) ao lixão de Itaóca.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos