terça-feira, 9 de março de 2010

DESSALINIZAÇÃO E ESGOTO PODEM TER CAUSADO A MORTE DE PEIXES NA LAGOA

Uma mudança no ecossistema, que causou a proliferação de uma espécie de alga ainda não identificada, e a entrada de esgoto não tratado, oriundo principalmente de ligações clandestinas feitas em galerias pluviais, podem ter sido as causas da morte de mais de 70 toneladas de peixes nos últimos dez dias na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio. Estas foram as explicações dadas ao presidente da Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Assembléia Legislativa do Rio, deputado André Lazaroni (PMDB), pelo presidente do Instituto Nacional do Ambiente (Inea), Luiz Firmino, durante audiência pública realizada nesta terça-feira (09/03), no auditório Senador Nelson Carneiro. “A grande quantidade de algas surgiu por conta de uma dessalinização da água da Lagoa, que está muito doce. Houve uma mudança grande no ecossistema, criando espaço para o crescimento das algas, que podem ter entrado nas guelras dos peixes e tê-los matado. O caso, no entanto, ainda gera muitas dúvidas e esperamos respostas mais concretas”, afirmou Lazaroni, que participará de mais uma reunião sobre o tema, nesta quinta-feira (11/03), às 15h, no Ministério Público Estadual (MPE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos