quinta-feira, 18 de agosto de 2011

ACUSADOS NEGAM PARTICIPAÇÃO EM ESQUEMA DE PROPINA EM TERESÓPOLIS

O representante da Terrapleno Terraplanagem e Construção, conhecida também pelo nome fantasia de Sinal Construtora, Alfredo Chrysostomo de Moura, e o ex-secretário de Planejamento de Teresópolis, José Alexandre de Almeida, negaram que tivessem participado de qualquer reunião com gestores do município de Teresópolis sobre a negociação de propina, para a prestação de serviços. Ambos prestaram esclarecimentos nesta quinta-feira (18/08) durante audiência da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as responsabilidades de agentes políticos e públicos em face do desastre ocorrido nos municípios da Região Serrana, presidida pelo deputado Luiz Paulo (PSDB). "Existem evidentes contradições. O representante da RW se auto incriminou e disse que pagava 15% de propina. As pessoas que ele acusou negaram tudo. As empresas que aqui estiveram também negaram a participação em reunião e o envolvimento com qualquer esquema de propina. É uma contradição e essa contradição será registrada no relatório final da CPI", comentou Luiz Paulo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos