quinta-feira, 5 de agosto de 2010

MESMO COM LEI MARIA DA PENHA, VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER CRESCEU NO RIO

O significativo aumento do número de mulheres vítimas de ameaça e que sofreram lesão corporal em todo o estado do Rio nos últimos dois anos foi destacado durante manifestação, nesta quinta-feira (05/08), organizada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O ato, ocorrido nas escadarias do Palácio Tiradentes, sede da Alerj, no Centro da capital, foi realizado em comemoração aos quatro anos da Lei 11.340/06, a Lei Maria da Penha. “Nossa reunião aqui hoje teve o intuito de marcar o quarto ano de vigência da lei, que tem salvado a vida de muitas mulheres no Brasil. Entretanto, a norma ainda precisa ser melhor implementada, pois há muitas pessoas que ainda resistem aos avanços contidos no texto”, declarou a presidente da comissão, deputada Inês Pandeló (PT).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos