sexta-feira, 6 de agosto de 2010

CÃES E GATOS DO ESTADO DO RIO PODERÃO TER MICROCHIP PARA IDENTIFICAÇÃO

A cada dia o número de pessoas no estado que adquire um cão ou um gato como animal de estimação aumenta na mesma proporção em que também crescem o abandono e os maus-tratos. Pensando nisso, o deputado Paulo Ramos (PDT) apresentou o projeto de lei 307/07, que a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou, em primeira discussão, nesta quinta-feira (05/08), e que dispõe sobre a criação de um Registro Geral do Animal. “Seguindo uma prática já comum em diversos países – em alguns deles de forma obrigatória –, algumas cidades brasileiras começam a adotar programas de implante de chips eletrônicos, em parceria com sociedades protetoras dos animais ou de medicina veterinária. São equipamentos do tamanho de um grão de arroz, que, injetados sob a pele do cão ou do gato com o auxílio de uma agulha, contêm informações sobre o tipo sanguíneo, endereço e histórico médico, entre outras”, explicou o parlamentar.


VEJA FOTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos