terça-feira, 30 de março de 2010

TRATAMENTO DE DOENÇA NEUROMUSCULAR EM CASA CUSTA 80% MENOS PARA ESTADO

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio irá oficiar as secretarias de Saúde do estado e dos municípios sobre a necessidade de se criar um programa de atendimento domiciliar aos portadores de doenças neuromusculares, tais como poliomielite, distrofia muscular e esclerose múltipla. Além disso, o colegiado marcará uma audiência com o secretário de Estado de Saúde e Defesa Civil, Sérgio Côrtes, para tratar do tema. A ideia surgiu durante audiência pública realizada na Alerj, nesta terça-feira (30/03), a pedido da deputada federal Cida Diogo (PT-RJ). Presidida pelo vice-presidente da comissão, deputado Alessandro Molon (PT), a reunião alertou sobre a urgência do atendimento adequado aos pacientes, o que pode reduzir em até 80% o custo das internações. “Ouvimos relatos de pessoas que lutam contra todas as dificuldades para salvar a vida de seus filhos, pais e entes queridos e aprendemos bastante sobre essas doenças e sobre o que é possível e necessário fazer para garantir o mínimo de decência e qualidade no tratamento”, frisou Molon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos