sexta-feira, 13 de novembro de 2009

VALOR PER CAPITA DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR É INSUFICIENTE, DIZ DEPUTADA

O valor per capita para a oferta de alimentação escolar, de aproximadamente R$ 0,32 por aluno por dia letivo, repassado pela União para instituições que participam do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), é insuficiente. Esta foi a conclusão da presidente da Comissão de Segurança Alimentar da Assembleia Legislativa do Rio, deputada Alice Tamborindeguy (PSDB), durante audiência pública, nesta quinta-feira (12/11). Os responsáveis por fiscalizar e acompanhar os recursos do Pnae são o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), os conselhos de Alimentação Escolar (CAEs), o Tribunal de Contas da União (TCU), a Secretaria Federal de Controle Interno e o Ministério Público. “Este valor por aluno para a merenda é muito baixo, além do que faltam nutricionistas pra ir nas escolas saber se a comida está sendo servida com qualidade. No Rio de Janeiro, são apenas três para mais de 1 milhão de alunos da rede estadual. Por isso, vou propor ao governador que cada coordenadoria do estado tenha, pelo menos, uma nutricionista”, afirmou a parlamentar.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA
VEJA FOTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos