quinta-feira, 26 de novembro de 2009

PROFESSORES E ALUNOS FAZEM DENÚNCIAS CONTRA UNIVERSIDADE SUESC

Assédio moral, monitoramento dos professores, pressão por demissões do corpo docente, dispensas não homologadas no sindicato, dificuldade na identificação da direção da faculdade, dúvidas quanto ao recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o desaparecimento de documentos de alunos e professores. Essas foram as principais denúncias apresentadas contra a Sociedade Unificada de Ensino Superior e Cultura (Suesc), por atuais e ex-professores e alunos, durante a audiência pública desta quinta-feira (26/11), da Comissão de Trabalho, Legislação Social e Seguridade Social da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), presidida pelo deputado Paulo Ramos (PDT). "Nós estamos entrando no mundo do ensino superior privado e temos não só problemas nas relações trabalhistas, como também com a qualidade de ensino. São salários atrasados e encargos sociais não recolhidos. No caso da Suesc, sem discutir a qualidade da educação, foram apresentadas uma série de denuncias e uma possível irregularidade na venda da instituição. Nós vamos mergulhar nisso. Vamos estudar os documentos, ouviremos a universidade e vamos buscar as providências cabíveis", afirmou o deputado Paulo Ramos.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA
VEJA FOTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos