quinta-feira, 12 de novembro de 2009

CPI DA ALERJ QUER SABER QUANTOS FUNCIONÁRIOS COMPÕEM COMISSÕES DO TCE

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Rio criada para investigar fatos relativos a denúncias de corrupção contra conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ) já indiciados pela Polícia Federal vai enviar um ofício ao tribunal solicitando informações sobre a quantidade de funcionários que faz parte de comissões do órgão. A decisão ocorreu durante reunião nesta quinta-feira (12/11) quando o coordenador de Recursos Humanos do TCE, André Luiz Martins de Albuquerque Menezes, contou que os funcionários que participam de comissões recebem uma gratificação. De acordo com Menezes, que faz parte da composição de uma comissão, a gratificação dele seria de R$ 1,5 mil. A CPI quer saber quanto cada um desses funcionários recebe. Para a presidente da comissão da Alerj, deputada Cidinha Campos (PDT), a gratificação não se justifica. “É inadmissível que alguém possa receber mais para realizar seu próprio trabalho. É como se os deputados que presidissem uma comissão recebessem mais para isso, o que já está previsto em suas atividade”, criticou a parlamentar.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA
VEJA FOTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos