terça-feira, 24 de novembro de 2009

COMISSÃO CRIA GRUPO DE TRABALHO SOBRE CRIANÇAS DESAPARECIDAS

Moradora do Morro do Tuiuti, Helena Helza de Figueiredo da Silva saiu para trabalhar em seu pequeno comércio, em São Cristóvão, no ano de 2006, deixando três filhos em casa. Mais tarde, ao retornar, Helena não encontrou sua filha Maria Heloisa, de nove anos, que havia sido levada por um desconhecido. A história de Helena, que encontrou meses depois sua filha morta, é a mesma de muitas outras mães. Só neste ano de 2009, dados do SOS Crianças Desaparecidas mostram que 107 casos foram registrados. Para ajudar a pensar em medidas que possam colaborar na prevenção destas ocorrências e na busca aos desaparecidos, a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) criou, nesta terça-feira (24/11), um grupo de trabalho com representantes de órgãos envolvidos no tema. “Precisamos questionar as estruturas existentes e a desigualdade nos atendimentos, assim como centralizar as informações. Com este grupo, teremos reuniões permanentes para pensarmos em propostas concretas a serem oferecidas ao poder público”, explicou o presidente da comissão, deputado Marcelo Freixo (PSol), durante audiência pública.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA
VEJA FOTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos