quinta-feira, 10 de setembro de 2009

PROJETO ACABA COM CENTRAIS DE FLAGRANTE NO ESTADO

A centralização de registros de prisão em flagrante, à noite e nos finais de semana, em delegacias específicas pode estar com os dias contados. As chamadas “centrais de flagrante”, criadas pela falta ou má distribuição de delegados da Polícia Civil, são vedadas pelo projeto de lei 2.147/09, que a Assembleia legislativa do Rio votará, em discussão única, nesta quinta-feira (10/09). De acordo com a autora da proposta, deputada Alice Tamborindeguy (PSDB) a medida deixa os cidadãos sem saber onde ir. “Vou dar um exemplo. Ocorreu um crime em Bangu, Zona Oeste da cidade. A região, no final de semana, tem uma centralizadora que ninguém sabe qual é. Vamos supor que o crime tenha ocorrido no sábado. O cidadão vai ter que saber qual é a delegacia da área em funcionamento no final de semana, para ter que sair de Bangu e às vezes lavrar um auto lá em Santa Cruz, lá em Realengo. E, quando é no interior, você tem que sair da sua cidade onde aconteceu o crime e registrar queixa numa delegacia em outra cidade. Isto é um absurdo”, critica a parlamentar.


LEIA A MATÉRIA COMPLETA
VEJA FOTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos