sexta-feira, 25 de setembro de 2009

APROVADO PROJETO QUE PROÍBE COMPRA DE PAPEL BRANQUEADO A CLORO

A Assembleia Legislativa do Rio aprovou, em primeira discussão, nesta quinta-feira (24/09), o projeto de lei 434/07, que veda a compra, pelo Poder Público estadual, de papel que contenha cloro molecular. A proibição, que busca desestimular o uso do cloro no branqueamento – método muito poluente – , deverá ser observada em todos os editais de licitação e cartas-convite divulgados pelas entidades e órgãos da administração estadual. “Parte da indústria da celulose causa enormes prejuízos ao meio ambiente e a saúde da população, não só pela geração de Dioxina (que é um pó químico produzido pelo homem sendo considerado um dos mais tóxicos e cancerígenas do mundo moderno), mas também pelo processo de branqueamento da pasta de celulose com o uso de cloro”, aponta o autor, deputado Altineu Côrtes (sem partido), na justificativa ao projeto, onde ele diz ter se inspirado em lei municipal da vereadora Aspásia Camargo (PV).

LEIA A MATÉRIA COMPLETA
VEJA FOTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Galeria de Fotos